Wallyson, o remédio para o ABC

Publicação: 2019-05-30 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um ídolo como remédio para aliviar o mau momento e dar esperanças ao torcedor na Série C do Campeonato Brasileiro. Wallyson foi o medicamento prescrito pela direção do Alvinegro para tentar ajudar o treinador Sérgio Soares a “virar o jogo” na competição.

Créditos: ArquivoRegularizado, Wallyson é a novidade na relação do ABC, jogador deve atuar alguns minutos hojeRegularizado, Wallyson é a novidade na relação do ABC, jogador deve atuar alguns minutos hoje
Wallyson teve passagem recente pelo ABC e foi para o Vitória da Bahia, onde teve uma temporada irregular na equipe de Salvador

Ídolo do clube, nome de um dos módulos de arquibancada, vencedor todas as vezes que vestiu a camisa alvinegra. Wallyson tem um currículo capaz de deixar os torcedores animados. Ontem, ele rescindiu o contrato com o Maldonado do Uruguai, fez as malas e está voltando para Natal. A apresentação ainda não foi marcada, nem tampouco a data de estreia do camisa 11.

Antes de embarcar, o craque afirmou que estava muito satisfeito por poder ajudar o ABC mais uma vez. “Todos sabem do carinho que tenho pelo ABC e a vontade que sempre tenho de voltar para Natal, para o Frasqueirão, que é a minha casa. Agradeço muito a ação de Salton, que foi foi fundamental para esse meu retorno”, comentou.

Feliz com a possibilidade de voltar a jogar em Natal, o camisa 11 do ABC garante que vai se esforçar para compensar a ação abecedista para trazê-lo de volta. “Sou muito grato ao ABC pelo esforço que fez por mim, mais uma vez. Pode ter certeza que vou dar meu máximo para corresponder em campo”, antecipou o “Mago”, que deverá vir para o clube acompanhado do volante Bruno Turco.

Enquanto o ídolo não chega, o técnico Sérgio Soares quer aproveitar o momento de alegria do torcedor para levar o clima para dentro de campo. O treinador vem elogiando a atuação da equipe, e disse que ABC vai a campo no próximo domingo disposto a encerrar a fase negra, de três derrotas consecutivas, encarar o Ferroviário, vice-líder do grupo.

Sérgio Soares já está livre para usar o atacante Moisés, já está regularizado, o que sinaliza a possibilidade de nova modificação na equipe.

A última vitória no Brasileirão e única, ocorreu há pouco mais de um mês, na estreia na competição nacional contra o Náutico (2 a 0 ) e a meta de Sérgio Soares agora não é fazer apenas a equipe ser competitiva, mas sim fazer as pazes com a vitória.

No início mais desastroso de suas últimas participações no Brasileiro, a meta é iniciar uma reação o quanto antes. As últimas derrotas têm sido sofridas pelo fato de terem ocorrido com gols no final das partidas e terem sido oriundas de algumas falhas individuais. “Estamos todos juntos e precisamos de uma vitória em casa agora para começar a modificar esse panorama. Já tive chances de atuar em duas partidas e confesso que achei a equipe bem, perdemos por algumas infelicidades. Então agora é corrigir os erros e buscar os resultados para podermos reagir dentro da competição”, afirmou o atacante Jefinho.

A tabela reservou um momento bom para tentativa de uma reação, uma vez que o Alvinegro além de enfrentar o Ferroviário, também terá o confronto da sétima rodada realizado no Frasqueirão, diante do Imperatriz. A meta inicial é somar os seis pontos com a finalidade de deixar a incômoda zona de rebaixamento o quanto antes, a segunda meta é encostar e não mais perder contato com os clubes que orbitam o G-4 no grupo A.

Num momento em que recebe a concorrência de Moisés, que chega para reforçar o setor ofensivo abecedista, o atacante Jefinho acredita que conseguiu aproveitar a oportunidade que Sérgio Soares deu a ele de iniciar a partida, em Recife, diante do Santa Cruz, teve a felicidade de marcar o gol da equipe potiguar e espera ser confirmado como titular diante do Ferroviário.

Otimista, o jogador não esconde que o desejo com a camisa alvinegra é lutar pelo título, que no caso pode ser também o acesso, e brigar pela artilharia do Brasileirão. Jefinho acredita que pela qualidade dos companheiros na luta pela titularidade, vai acontecer uma briga bastante acirrada por posições na equipe principal e, na visão dele, só quem tem a ganhar com isso é o próprio clube.

Moisés, um jogador que atua pelas extremas, já está liberado para atuar. Além do nome publicado na última terça-feira no Boletim Informativo Diário da CBF, a consultado realizada junto a secretaria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para saber se o jogador possui penas a cumprir, nada indicou.






Deixe seu comentário!

Comentários