Cassiano Arruda Câmara

Numa “Carta à Nação”, emitida na quinta-feira, dia 9, dois dias depois de esgotar o seu estoque de manifestações antidemocráticas e argumentos golpistas, surpreendeu a rapidez com que o presidente Jair Bolsonaro foi de um polo a outro, terminando humilhado, inclusive na avaliação de alguns dos seus apoiadores mais engajados.

- Como explicar uma manobra tão radical como um “cavalo-de-pau”, própria para veículos de pequeno porte, ser empregado na correção de rumos de um transatlântico do tamanho do Brasil?
- Medo!
As bravatas do dia Sete de Setembro e as consequências imediatas no mercado – valorização do dólar e queda da Bolsa de Valores – sensibilizaram os setores mais influentes da sociedade brasileira e que influenciam quem detém institucionalmente o exercício do poder. De repente o noticiário político passou a ser recheado de expressões como “crime de responsabilidade” e “impeachment”, obrigando o primeiro mandatário a despir a fantasia de “senhor coragem” e substituí-la pelos trajes próprios de um Presidente da República, com moderação, compostura e bom senso (afinal, quem tem mandato deve ter medo). 

SOCORRO URGENTE
Trocando a arrogância pela humildade, Bolsonaro, o símbolo da “nova política”, bateu à porta da “velha política”, representada por quem manobrava o timão quando esse movimento, surpreendentemente,  decolou. O discretíssimo ex-presidente Michel Temer, que ele mandou buscar em São Paulo num dos jatos da `Presidência da República”, chegou a Brasília acompanhado pelo seu marqueteiro, Elsinho Mouco, que acompanha o ex-presidente desde São José do Rio Preto, e tenta ser tão discreto quanto ele.

O resultado foi imediato, segundo o mesmo termómetro que emitiu os sinais de perigo para Bolsonaro revelando um resultado contrário: a Bolsa subiu e o Dólar caiu. Os autores materiais da “carta à Nação” não abriram o bico, ou cometeram qualquer tipo de inconfidência, mesmo assim não foi difícil reconstituir a montagem da operação “socorro urgente”.

Nem mesmo os leitores profissionais conseguiram identificar qualquer impropriedade no texto assinado por Bolsonaro. As críticas se encaminharam para a assinatura, ou pela falta de cumprir o que historicamente era firmado pelo signatário e não saia do papel. 

INIMIGO MAL ESCOLHIDO
Só o próprio Temer, pode dizer isso (e ele não fala nada) mas é bem possível que a primeira advertência da “Velha Política” tenha sido mostrar os riscos de catucar um inimigo do porte do Supremo Tribunal Federal, e destacar um dos seus integrantes, como estava sendo feito com o ministro Alexandre de Morais.

Do jeito que no front político as palavras malditas eram “crime de responsabilidade” e “impeachment”, nas conversas de bastidores sobre o poder do Judiciário, se chegava a argumentos bem mais palpáveis, e ao alcance do Supremo, como a possibilidade de prisões no círculo presidencial mais íntimo, inclusive de um dos filhos do Presidente, sem esquecer o ex-ministro Pazuello ou mesmo o Queiroz velho de guerra, o operador da “rachadinha”.

O problema é que o prazo de validade da terapia aplicada com rápidos efeitos, é muito curto. Porque a vida pregressa de Bolsonaro é cheia de promessas não cumpridas e de compromissos esquecidos. 

HORA DO REFRESCO
A semana passada – Semana da Pátria – que tinha tudo para ser um refresco para o Governo, terminou sendo cheia de tempestades provocadas todas dentro do próprio governo, cabendo ao próprio Presidente a missão do dizer e do desdizer,

E a própria Oposição teve a sua falta de coordenação, e mesmo de lideranças, expostas no movimento marcado para o último domingo, sem conseguir um mínimo de mobilização, muito menos multidões capazes da iniciativa ser levada à sério.

Da avenida Paulista, onde existe uma referência em matéria de público (reconhecida em todo o Brasil) se disse, com exagero, que o movimento conseguiu reunir mais gente em cima do palanque do que no meio da rua.

Ficou claro que o objetivo do movimento (assinado pelo MBL e “Povo na Rua”) era angariar alguma substância para a chamada 3ª Via, que se mostrou ainda mais difícil pela ausência das esquerdas, com exceção de uns poucos camaradas do PC do B, representado em São Paulo, por um Deputado de sua bancada federal.

ASSUNTO LOCAL
Mesmo quem sempre procurou respeitar os limites da Província como sua pauta diária, aqui, agora, não conseguiu escapar do assunto nacional, nas circunstâncias dos últimos dias vividos. Assunto que tomou conta de tudo. Sobretudo num Estado que não sabe o caminho que terá de percorrer, ou ainda não quer saber. Pelo menos nesse resto de setembro.

Aqui, a manifestação de domingo, não chegou a existir, e a tentativa feita acusou uma particularidade, tanto faltava público, com também faltou palanque.
É o reflexo da própria falta de arrumação dos partidos, começando para os Ministros de Bolsonaro. Fábio Faria que parecia certo no PSD, com as posições adotadas pela direção do Partido, terá de procurar outra legenda; um problema que pode atingir seu pai, o ex-governador Robinson Faria. Rogério Marinho estava acertado em acompanhar o “Partido da Assembleia” rumo ao PP, mas sabe que não lhe cabe dar o primeiro passo.

Comprometimento com a luta federal só o PT com a candidatura de Lula, e o General Girão, e sua turma, com Bolsonaro.

Muitos esperam uma 3ª via, com a mesma segurança de quem imaginou conseguir atingir esse objetivo promovendo uma manifestação, como a de domingo...






Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.










Cassiano Arruda Câmara

Com investimentos de R$ 75 milhões, o Trem Urbano vai ganhar três novas estações para chegar, com suas duas linhas, a mais dois novos municípios: São Gonçalo do Amarante e Nísia Floresta.

O ministro Rogério Marinho garantiu, até novembro do próximo ano, a chegada do Trem Urbano ao Distrito Industrial de Extremoz e a cidade de Nísia Floresta, com a implantação de mais 4.2 Km de linhas e três novas estações.

O Trem Urbano começou a rodar na administração do prefeito José Agripino, aproveitando a centenária estrutura de estrada de ferro, então, praticamente desativada. Depois de 40 anos, está sendo melhorada e modernizada.

Divulgação


Projeto Pró Sertão II está sendo definido
Vem aí o Projeto Pró Sertão II, com ênfase para formação e qualificação de mão de obra do Interior do RN, com participação do SENAI e do Sistema IFRN.
A prioridade é o segmento esportivo, e novos materiais como viscosa e  malha, que exige mão de obra qualificada. A meta inicial é qualificar cinco mil trabalhadores em um ano.

Divulgação


Samba do afro descendente com distúrbio mental tá ai
Como o “Samba do Crioulo Doido” hoje em dia é considerado politicamente incorreto, mesmo havendo um recrudescimento do que Stanislaw Ponte Preta denunciou em 1968, nossa sugestão é aproveitar a deixa do deputado Coronel Azevedo, misturando fatos e personagens da história do Brasil, numa nova versão politicamente correta.

O deputado Coronel Azevedo (PSC-RN) afirmou, na manhã da última segunda-feira, ao convocar a população a participar das manifestações do 7 de setembro, em Natal, um mote digno do samba de título politicamente incorreto, que fez grande sucesso. Em vídeo divulgado nas redes sociais, o parlamentar aparece dizendo que Pedro Álvares Cabral, morto em 1520, deu o “grito de independência do Brasil”, em 1822, uma versão moderna do “Samba do Afrodescendente com distúrbio mental”.

Marcos Guerra não aceita dúvidas sobre eficácia do método de Paulo
Um dos principais integrantes da equipe de Paulo Freire, na experiência de Angicos, há 50 anos, o professor Marcos Guerra, que também participou da aplicação do Método de Alfabetização de adultos em 40 horas, em outros países do 3º Mundo, reage a interpretação dada a um texto aqui publicado, lembrando que foi o Estado de Santa Catarina que melhor aproveitou o pioneirismo do RN, promovendo um programa de interiorização do ensino a partir do que foi aplicado e comprovado aqui no Estado.

Testemunha dessa história, o titular desta Roda Viva nunca duvidou do êxito da Experiência da Angicos, nem da viabilidade da alfabetização de adultos em 40 horas-aula. Como não duvida que a Terra seja redonda. Sabe que o método de Paulo Freire tem um diferencial, de se opor aos métodos tradicionais de silabação mecânica, totalmente descontextualizada, enquanto o MPF alfabetiza a partir do universo vocabular do aluno.

Caraúbas discute a instalação de complexo de energia fotovoltaica
O IDEMA expediu o RIMA – Relatório de Impacto Ambiental - referente a implantação de um Complexo (formado por três usinas) Fotovoltaico, no município de Caraúbas, com uma potência instalada de 151,86 MW, numa área de 283,09 hectares a ser desenvolvido pela Verde Grande Geração de Energia Ltda.

PM compra um ônibus por R$ 821 mil para assistência
A Polícia Militar do RN adquiriu, por R$ 821 mil, um ônibus adaptado para atendimento odontológico e médico para garantir uma melhor assistência ao seu pessoal, em todo o Estado.

Divulgação


Parque Pax de Macaiba vai funcionar no próximo ano
A solenidade de doação do terreno de 50 hectares, pelo Governo do Estado, quinta-feira, surpreendeu porque as obras estão iniciadas num ritmo que dá credibilidade à previsão do funcionamento no próximo, do Parque Científico e Tecnológico (PAX), que tem a ex-reitora Angela Maria Paiva Cruz, na sua presidência.

O foco das atividades do Parque será concentrado em três áreas, sendo elas energia (renováveis, petróleo e gás), reabilitação em saúde e tecnologia da informação. Mais de 15.000 m2 estão construídos no ambiente que comporta 70 salas, observatórios, laboratórios, incubadoras e centros de pesquisa e inovação.

Na mesma área do Instituto Santos Dumont, a UPA Aluízio Alves já está funcionando para atender a comunidade de Jundiaí. O Parque PAX será inaugurado em julho do próximo ano.

Divulgação


RN vai censurar propaganda misógina e contra a mulher
Uma lei estadual autoriza a penalização das empresas que veicularem publicidade de caráter misógino, sexista ou que estimule a violência contra a mulher por qualquer meio, inclusive redes sociais.

Misoginia é o ódio, desprezo ou preconceito contra mulheres ou meninas. A misoginia pode se manifestar de várias maneiras, incluindo a exclusão social, a discriminação sexual, hostilidade, androcentrismo, o patriarcado, ideias de privilégio masculino, a depreciação das mulheres, violência contra as mulheres e objetificação sexual.

A Lei veda que empresas ou artistas que recebem recursos estaduais façam esse tipo de publicidade.

No lugar da P&C vai ter empório com uma P&C
A P&C, primeira boutique de pão de Natal, saiu do seu tradicional endereço na rua Mipibu, em Petrópolis, e se incorporou ao projeto do empório Verdfrut, já em construção, empresa que tem uma retaguarda de 18 lojas em Recife, João Pessoa, Gravatá e Jaboatão, tendo incorporado o terreno anexo, com frente para a av. Hermes da Fonseca, adicionando uma nova P&C. 

Fátima quer o leilão do Baixo Assu na Feirafrut
A governadora Fátima Bezerra aprovou a realização da Feira Internacional de Fruticultura Irrigada, para a última semana de novembro, quando pode ocorrer a realização do leilão de mil hectares irrigados no Projeto Baixa Açu. O assunto se encontra ainda com a Procuradoria de Estado, acreditando-se que será liberado na próxima semana para ser realizado entre 24 e 26 de novembro, durante a Feira.

Governo cria banco para proteger nossa juventude 
O governo do Estado está criando o banco de dados sobre juventude e violência no âmbito do RN, a fim de estudar o perfil das camadas e dos grupos sociais mais vulneráveis à violência.

O primeiro passo a ser dado é a criação de um grupo de trabalho encarregado de definir o perfil da instituição.
Um outro passo é a unificação de todos os dados sobre a violência praticada contra os jovens.




Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.








Cassiano Arruda Câmara

Com três centenários de antigos acadêmicos, a Academia Norteriograndense de Letras pretende oferecer programação de acordo com a característica dos homenageados:

1 – Aluízio Alves terá dois oradores: os acadêmicos Woden Madruga e Marcelo Alves; Leide Câmara está organizando uma exposição do “Governo Aluízio Alves através da música”.

2 – O folclorista Veríssimo de Melo vai ser homenageado por dois repentistas que cantarão sua vida e obra ao som da viola;

3 – Oriano de Almeida vai ser lembrado com um concerto de piano.

Itagrés volta a Mossoró e marca data para abrir “Polo Cerâmico”

Depois de mais uma tentativa frustrante, o grupo Itagrés, de Santa Catarina, resolveu retomar o projeto da Porcelanatti, em Mossoró, expondo sua própria marca: Itagrés-Nordeste, e marcou a data da reabertura - 15 de Outubro.

Até lá, cuida da contratação da retomada dos serviços de anergia, gás, àgua e esgotos e começa a contratação de pessoal, sem repetir a fila quilométrica nas vésperas de uma eleição. Além de pagar um débito de R$ 77.6 milhões contratados juntos ao Banco do Nordeste.

RN está bem na foto para implantar a 5G

O norte-riogarndeense Emanoel Campelo, representante da Câmara Federal no Conselho Nacional de Justiça, foi designado relator de revisão do edital de implantação da versão 5G para a telefonia brasileira, processo comandado pelo ministro Fábio Faria.

A indicação de Campelo fez renovar as esperanças de que o prazo de tramitação do processo será cumprido ainda este ano.

Campelo foi integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), indicado para ocupar a vaga da representação da Câmara dos Deputados por Dilma Rousseff em 2012, para um mandato de dois anos. Ele é mestre em direito Internacional pela Universidade de Brasília e foi assessor parlamentar da Câmara dos Deputados entre 2008 e 2011.

Unipar estuda RN para instalar Fábrica de PVC

Um dos campeões da indústria química do Brasil, a Unipar, estuda o RN como o local ideal pata instalar uma unidade cloroquímica.

Com fábricas em São Paulo, Rio de Janeiro e na Argentina, o CEO da Unipar, Maurício Russomano, esteve na cidade de Guamaré para se informar sobre as condições para montagem de uma unidade cloroquímica e depois reuniu-se com o secretário Jaime Calado.

A Unipar Carbocloro é uma empresa química brasileira de capital aberto sediada em São Paulo, fabricante de cloro, PVC, soda e derivados para usos industriais, presidida por Maurício Russomano, a partir de 2020.

Câmara de Natal adota mesma doutrina de Styvenson Valentim

“Pelo vídeo, eu tô vendo que ele tá dando dois tapa, ai bom, na mulher. Agora, eu sei lá o que essa mulher fez para merecer dois tapa, pô? Será que ela tava calada, rezando o Pai Nosso, pra levar dois tapa? - Eu não sei...

Este é  resumo da doutrina Styvenson para as mulheres, divulgado no mês passado, indagando o comportamento de uma mulher que teria sido agredida por um policial. Igualzinho a reação de servidoras da Câmara de Natal em relação a jornalista Renata Fernandes Paiva que acusa o seu chefe imediato de ter lhe provocado roxões (quase lilás) nos dois braços. Ou seja, dependendo do que a mulher fez, ou disse, merece, pelo menos “dois tapa”...
Enquanto isso, o Governo do Estado criou a Campanha "Sinal Vermelho para a Violência Doméstica" no âmbito deste Estado. Um bom início seria com essa campanha investigar logo o que houve com a jornalista Renata Paiva  agredida no local de trabalho, a Câmara de Natal.

Prefeito de Caraúbas quer fazer o Museu Nevaldo Rocha na cidade

O prefeito de Caraúbas quer transformar a casa onde nasceu o empresário Nevaldo Rocha, no sitio Pai Mateus (ao lado do belo lajedo do mesmo nome), num museu dedicado ao “maior empresário da história do RN” para levar o turismo ao município.

O prefeito Juninho Alves (dono do grupo de forró Saia Rodada) promete abrir uma avenida de 500 metros do Museu até o centro da cidade (atualmente é mais de um quilometro por estrada variante) e espera ter o apoio do Instituto Riachuelo para contar a história de um menino que saiu da cidade com onze anos e chegou à capa da revista Forbes, como um dos mais ricos do mundo.

RN regulamenta a criação de abelhas

No RN “é livre a criação de abelhas-sem-ferrão em todo território estadual”. Mas o meliponicultor fica obrigado a utilizar metodologias tecnicamente aprovadas pelos órgãos oficiais.

São definidas nove variedades de abelhas (do Uruaçu a Jandaíra), sendo vedada a mistura de méis de diferentes origens.

Só três deputados federais não estão donos de Partido

Com a eleição de Beto Rosado para Presidente do Progressistas, apenas três deputados federais do RN, não têm um partido político para chamar de seu: Natalia Benevides (PT), Fabio Faria (a caminho do PP; assim como sua suplente Carla Dickson) e General Girão (que não precisa de cargo para mostrar quem manda no PSL); os três não são presidentes de partido político no RN.

Carla não é, mas seu marido, Albert Dickson (com quem é casada com comunhão de bens) deputado estadual, é o Presidente do Pros.

100 anos de Paulo Freire lembrado onde o seu método foi comprovado

O professor Paulo Freire tinha um método de alfabetização que prometia alfabetizar um adulto em 40 horas/aula; alfabetizar e conscientizar.

Mas não houve um Governo de esquerda que tivesse tido a coragem de bancar essa teoria. O primeiro foi Aluízio Alves, com recursos da Aliança Para o Progresso, um programa do Governo dos Estados Unidos.

No ano do seu centenário, Paulo Freire, reconhecido pela esquerda com uma espécie de padroeiro da Educação no Brasil é tema de um colóquio na UFRN, entre os dias 15 a 17 deste mês, com o tema “Paulo Freire e a História da Educação”.

Radequndis assumiu a presidência da associação mundial de trompete

Radegundis Tavares, professor da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte , é o primeiro brasileiro eleito presidente executivo da principal associação dedicada aos trompistas do mundo: a International Horn Society.

Fundações como a IHS promovem o instrumento, novas composições, competições, além de promover os instrumentistas em benefício da música e valorização da arte.

O trompete (ou pistom, também chamado pistão) é um instrumento musical de sopro feito de metal (em geral, latão amarelo) e tocado pela vibração dos lábios.



Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.


Cassiano Arruda Câmara

Quem acreditou no noticiário político do RN, tem tudo para aceitar como provável a possibilidade da eleição do próximo ano, ser decidida por W.O. em favor da governadora Fátima Bezerra.

(Este termo é bastante famoso por ser utilizado no mundo dos esportes. O WO é a atribuição de uma vitória dada a determinada equipe ou competidor individual quando o time adversário está impossibilitado de competir ou quando não existem adversários).

Sem nenhum concorrente visível, Fátima partiu nadando de braçada, mas o quadro começou a mostrar não estar definido durante presença de Lula no Estado (um dos seus principais suportes), quando a expectativa de uma aliança com o MDB não deu liga. Lula pensava em conversar com Garibaldi, mas quem conversou foi o deputado Walter Alves que não tem nenhuma afinidade nem com Lula, nem muito menos com o PT.

Enquanto isso, do outro lado, aumentaram as conversas e as fórmulas. Incluindo até uma eleição (indireta) para prefeito de Natal, na eventualidade de uma candidatura do prefeito Álvaro Dias ao Governo do Estado. E o próprio Álvaro mesmo sem admitir ser candidato, participou de algumas conversas sobre as suas possibilidades eleitorais.

TEMPO INTEGRAL
A atividade política não tem meio expediente. Política exige tempo integral e dedicação exclusiva. E foi justamente quando Lula visitava Natal que a oposição estadual intensificou suas conversas aqui e alhures (Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro) sem provocar maior curiosidade.

Com o ex-prefeito Carlos Eduardo literalmente isolado e os dois Ministros sofrendo o inferno astral de Bolsonaro, o jeito foi buscar novas fórmulas.

Uma das mais criativas trata justamente de um tema que estava fora das cogitações: A Prefeitura de Natal. Quando se aventou a possibilidade de renúncia do prefeito, antes de completar a metade do seu mandato, ensejaria uma eleição de um prefeito para completar o mandato.

E já apareceu um candidato para o cargo: o vereador Paulinho Freire, Presidente da Câmara de Vereadores, que não por mera coincidência foi quem complementou o mandato de Micarla de Souza.

Conhecido como grande articulador e agregador, Paulinho conseguiu que o noticiário político ignorasse completamente essa possibilidade, mas tem marcado presença nas conversas mais qualificadas.

DOIS MINISTROS
Pela primeira vez na história, o nosso Rio Grande do Norte vive uma eleição com dois ministros de Estado se colocando como pré candidatos, mesmo sem nenhum se apresentar como candidato a governador.

O ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, com um dos maiores orçamentos da República, quer ser Senador e não almeja o Governo. Ele conta com o apoio declarado do prefeito Àlvaro Dias.

Fábio Faria também não quer nem conversar sobre o Governo. Seu alvo também é o Senado. E começou a semana da Pátria viajando com a esposa para o Qatar, dando uma tintura oficial a viagem ao anunciar contatos para fazer a implantação do sistema 5-G na telefonia brasileira, escapando das tensões anunciadas para os feriados da semana. Ambos, não terão como se livrar da sombra do presidente Jair Messias Bolsolnaro e, ambos, sabem disso. Eles apostam na capacidade de recuperação do Presidente da República, com o lançamento de novos programas.

JOGO SEM REGRAS
Em meio à polêmica criada em torno da adoção do voto impresso, rejeitada na noite da última quinta-feira na comissão especial da Câmara na qual tramitava, o Congresso mantém outras iniciativas capazes de fazer mudanças profundas na legislação eleitoral. 

Os políticos continuam no voo cego, sabendo que terão, nos próximos 30 dias  a dúvida de não saber o que vai mudar, mas realizam as suas apostas e se armam para definir os seus próprios caminhos.

As propostas variam do fim do segundo turno na disputa pela Presidência da República à proibição de pesquisas eleitorais às vésperas de cada pleito, passando pelo afrouxamento da fiscalização e enfraquecimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para entrar em vigor já nas eleições de 2022, as novas regras precisam ser aprovadas na Câmara e no Senado até o início de outubro.

FAÇAM O JOGO
Os próximos 30 dias serão fundamentais para a arrumação dos times, a partir do conhecimento das novas regras do jogo, das chapas majoritárias, incluindo a organização das nominatas para deputado federal e deputado estadual (muito provavelmente sem coligações).

Fátima Bezerra verá o que pode agregar, mesmo com dificuldade para se livrar do senador Jean Paul Prates, único representante da bancada federal reconhecido como uma das “cabeças do Congresso” por um aliado que se disponha a se engajar na luta pela volta de Lula.

Não se pode esquecer dos sem mandato – José Agripino, Garibaldi Filho e Henrique Alves. Agripino cuida do DEM, procurando atrair para a sua legenda o “futuro prefeito” Paulinho Freire. Garibaldi decretou sua reversão à coadjuvante ao priorizar o filho Walter. Enquanto Henrique Alves, que nunca esteve tão presente numa pré-campanha no RN, é solicitado pela legião dos “bacuraus” em busca de um líder.

Existe a situação dos partidos menores, com seus próprios projetos. Sem esquecer a disputa pela Presidência da República e a influência que vai ter na definição do eleitor.  - E o eleitor, afinal, é quem manda.  










Cassiano Arruda Câmara

O Projeto Baixo Assu dá sinais de vitalidade. Duas empresas locais – a Frutale e a Terra Santa – já se instalaram, cada uma com um módulo de cem hectares irrigados e já começam a produzir milho, aproveitando o momento favorável.

A saca de milho subiu de R$ 60.00 para R$ 120,00 em um ano. E sendo uma cultura de ciclo rápido vai oferecer resposta financeira imediata, mas o projeto é para a produção de melão, que também está num bom momento. A caixa de melão vendida no ano passado a US$ 3,00 (FOB – entregue no porto de embarque)  pulou para US$ 8,00.

Em setembro, deve sair o edital para a venda de mais mil hectares, com lotes empresariais e também para a agricultura familiar..

Reprodução
Baixo Assu

Baixo Assu


Suiços vieram conhecer nosso Aeroporto que será privatizado

Representantes da “Zurich Airport do Brasil” procuraram o Governo do Estado tomando informações sobre o Aeroporto Aluízio Alves, na fila para ser privatizado.

O Grupo Zurich Airport está atualmente envolvido na operação de 9 aeroportos em todo o mundo. Além do aeroporto de Zurique, a empresa concentra seus investimentos na América Latina, onde atua nos aeroportos de Bogotá, Curaçao, Florianópolis, Vitória, Macaé, Belo Horizonte e nos aeroportos de Iquique e Antofagasta, no Chile. Em Belo Horizonte, o grupo suíço opera com os grupos CCR e Infraero o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, desde 2014.

Reprodução
Aeroporto

Aeroporto


Poltrona criada por potiguares faz triângulo amoroso da novela

Na novela de Walcyr Carrasco (Globo) “Verdade Secreta II”, a premiada poltrona “Basquete”, vencedora de vários prêmios internacionais, criada pelos potiguares André Gurgel e Felipe Bezerra, compõe cenas “calientes” entre Angel (Camila Queiroz) e o personagem de Gabriel Braga Nunes, já gravadas nos estúdios Globo.

A continuação da novela é a sequência da primeira parte que foi ao ar há seis anos e voltou a ser exibida agora.

Romancista Geraldo Melo vai ganhar a imortalidade

Tendo se revelado um romancista de raro talento, depois de deixar o Governo, o ex-governador Geraldo José de Melo aceitou ser candidato à vaga aberta no plenário da Academia Norteriograndense de Letras, com a morte do jornalista João Batista Machado. Como Machado, Melo também começou no jornalismo, nessa Tribuna do Norte.

A estreia de Geraldo Melo como romancista, quando lançou – pela distribuidora Amazon – “Luzes e Sombras do Casarão”, aconteceu com a ficção inspirada em lembranças de sua infância no interior do Estado. Geraldo é o segundo romancista a governar o RN. O primeiro foi Antônio de Souza (1921/1924).

Reprodução
Costeira Parque

Costeira Parque


DER compra coletes de R$ 1.5 mil para Polícia

O DER realizou concorrência para a aquisição de coletes “multi-ameaça”, nível II-A que deverão ser entregues em 30 dias.
Preço de cada colete: R$ 1.502,75.

Encontro de Lula com MDB não dá liga e morre na praia

A expectativa criada num reencontro de Lula com o MDB do RN, de Walter Alves e Garibaldi Filho, não deu liga. Faltou um mínimo de afinidade. Nem mesmo havia uma convergência contra o Governo Bolsonaro. Walter vem sendo um disciplinado Deputado da base bolsonarista no Congresso. Sem pontos de confluência pareceu um encontro secreto (com máscara e tudo) sem interesse de nenhuma das partes em divulgar.

Maior craque da história do ABC ganha a sua biografia

Na era do estádio Juvenal Lamartine, não existem dúvidas de que Jorginho, Jorge Tavares, foi seu maior craque do ABC. E os números falam por si: 502 jogos; 260 gols marcados pelo mais querido.

São levantamentos feitos por Jorge Tavares Filho (filho do craque) e Rodrigo Ferreira, da nova geração de jornalistas esportivos do RN, autores do livro “Jorginho Tavares – o professor de bola”.

O lançamento será quinta-feira, no fim da tarde na sede da AFURN, no bairro de Mirasol. No fim da carreira, Jorginho ainda jogou pelo Sampaio Correia (MA), Auto Esporte (PE), Santa Cruz (RN – 2 jogos) e Santa Cruz (PE – 1 jogo). Depois de mais de 20 anos no futebol semi profissional, Jorginho terminou com um emprego na UFRN que o manteve até seus últimos dias.

Alunos do ISD desenvolveram jogo para pessoas com deficiência

Um grupo de alunos do Instituto Santos Dumont, da UFRN, desenvolveu o projeto do IVr Boccia, jogo, que simula a modalidade esportiva da bocha, com o objetivo de auxiliar os paratletas praticantes do esporte, ao mesmo tempo em que contribui com a reabilitação dos usuários.
Na terça-feira, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) concedeu à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e ao ISD, o registro de programa de computador ao jogo.

O projeto foi feito usando como base, conceitos da Neuroengenharia, com a simulação de situações em ambientes que tenham um receptor controlado que permite estimular regiões do cérebro sem necessariamente de sair do local em que o indivíduo se encontra. Dessa forma, o sistema seria capaz de auxiliar também na reabilitação de pessoas com deficiência.

Artigos e colunas publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.
Cassiano Arruda Câmara

Morreu Duda Mendonça, o primeiro grande nome do marketing eleitoral no Brasil, criador de uma verdadeira escola, a partir da campanha de Mário Kertez a Prefeito de Salvador em 1985. A escola baiana de marqueteiros que atuou em todo o Brasil, professando como máxima, de que boa comunicação é muitos mais ser entendido do que dizer.

Duda chegou ao Rio Grande do Norte em 1986 contratado por Geraldo Melo para coordenar a comunicação de sua campanha ao Governo. Dessa passagem ficou como legado de sua participação um slogan – “Novos Tempos, Novos Ventos” - e um jingle que incendiou o Estado. Melo foi o vitorioso com uma magra (e nem por isso menos significativa) vitória de 14 mil votos sobre João Faustino candidato dos três Maia (Tarcísio, Lavoisier e José Agripino), na campanha de “João, Lavô e Jajá”, que elegeu Lavô e Jajá, ex-governadores, para o Senado.

Duda tinha naquela campanha contratos numa dezena de Estados, e depois de aprovada a campanha de GM, passava aqui onde tinha um grupo seu comandado por João Santana, que depois passou o mestre. E por Antônio Melo, irmão do candidato, que depois disso desenvolveu uma carreira solo de marqueteiro, atuando em vários Estados.

RN ANTES DE DUDA
Quem trouxe o marketing político para o RN foi Roberto Jorge Albano (CNPJ: R. J. Albano) que já tinha fama de invencível, e capitalizou (mesmo adotando um comportamento muito diferente do mago baiano que antes dos políticos fazia o seu próprio marketing). Duda atuou como autêntico co-protagonista, vindo logo abaixo dos candidatos.

Albano adotava a postura do homem-invisível, misterioso. Ele trazia como bagagem o fato de ter trabalhado na campanha do general Dwight  Eisenhower, (Comandante das tropas aliadas na 2ª Guerra) para Presidente dos Estados Unidos, nos idos de 1952.

No Brasil, Albano chegou chegando. Trabalhou para Adhemar de Barros e teve enorme sucesso no Nordeste com a campanha de Cid Sampaio (quando o povo DIZ CID - decide), “Severino o pé de chumbo”, em Campina Grande, e aqui no RN ligou seu nome a uma campanha revolucionária, em 1960, A campanha de Aluízio Alves para o Governo, ele próprio, grande jornalista e também marqueteiro. No RN já encontrou um slogan – “Candidato da Esperança” – um jingle – “Aluízio Alves vem do sertão lá do Cabugi”  - e uma cor – verde, que ele desaconselhou seu uso, temendo uma confusão com o integralismo/nazismo de Plínio Salgado.

Como não existiam institutos de pesquisa de abrangência nacional, Albano trouxe consigo o seu próprio departamento de pesquisa, fundamento do marketing.

O GRANDE SALTO
O grande salto de Duda Mendonça ocorreu em 1992, quando aceitou um verdadeiro desafio: a campanha de Paulo Maluf para Prefeito de São Paulo, ganhando a visibilidade que necessitava para se vender a todo o Brasil como um milagreiro, que “levantava até defunto”. E continuou com Celso Pita, sucessor de Maluf.

Foi quando compreendeu que não podia se transformar em móveis e utensílios do malufismo e fez de tudo para comandar o marketing de Lula (que vinha de três derrotas), trabalho entregue a militantes, alguns de grande talento (exemplo: Carlito Maia), mas carentes de profissionalismo.

No começo de 2002, em Natal, convidado para o Seminário de Marketing Político promovido pelo Diário de Natal, Lula disse numa conversa restrita que “nunca vou querer o Duda Mendonça cuidando de minha campanha”, assunto que estava no noticiário político, tipo “marqueteiro de Mafuf pode fazer a campanha de Lula”, noticiário alimentado pelo próprio Duda.

PAZ & AMOR

A grande sacada da campanha petista foi uma frase imortalizada no Festival de Woodstock, de 1969, no estado de Nova York, da chamada geração hippie, protestando contra a presença americana na Guerra do Vietnam.

O time de Duda Mendonça aclimatou a mesma frase – “Paz & Amor” – para contrapor a imagem de quem era o “João Zangado” que atemorizava a classe média  (que o derrotou nas eleições presidenciais de 1990, 1994 e 1998). Duda convenceu a Lula que  ele só seria Presidente conquistando a calasse média. Conquista iniciada com “Lulinha Paz & Amor”. E ele liquidou a fatura logo no primeiro turno com 50 milhões de votos, ou 52% dos votantes.

FIM DE CASO
Do mesmo jeito que terminou seu caso com o malufismo, Duda provocou o seu rompimento com o petismo; este com um final muito menos civilizado, já nos tempos do “mensalão”.

O que, no princípio teve até presente (do vinho Romanée-Conti, hoje cotado a R$ 18 mil) uma garrafa entregue ao presidente Lula. Consta que, depois das comemorações, o publicitário não engoliu a própria prisão numa rinha de galo de briga, no Estado do Rio, pela Polícia Federal.

Tendo identificado as fontes pagadoras, ele tomou a iniciativa de procurar a CPI dos Correios para confessar ter recebido pagamento de marketing eleitoral em campanha do PT por meio de Caixa 2, no exterior, rompendo com seu maior case político.

Conhecedor das fontes pagadoras (de tudo que é campanha) Duda Mendonça ampliou o seu mercado para o estrangeiro atendendo demandas da Odebrecht & Cia. Um bom exemplo dessa nova fase aconteceu na Argentina, em 1999, quando adotou o mesmo slogan aqui usado para Maluf em favor do presidente Carlos Menem (de direita) “Menem lo hizo”  - “Menem que faz”, a mesma receita que não deu certo para Maluf, com uma verdadeira prestação de contas de realizações do seu Governo.

Um gênio da comunicação brasileira não merece ser visto como um reles delator. - Duda foi muito mais do que isso.


Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo responsabilidade total do autor.


Cassiano Arruda Câmara

Nas comemorações do centenário de nascimento do governador Aluízio Alves, um único fato novo apareceu: - O diálogo do Presidente dos Estados Unidos, John Kennedy, com seu Embaixador no Brasil, Licoln Gordon, na Casa Branca, tendo Aluízio e o RN como assunto, durante 28 minutos, com opiniões muito favoráveis ao então Governador do Estado.

Mesmo pesquisadores da vida e obra de Aluízio não conheciam a gravação revelada pelo jornalista natalense Paulo Nascimento, como um autêntico furo jornalístico, revelado depois de 59 anos, nas vésperas do centenário de Aluízio. Na semana que Kennedy mandou gravar suas audiências na Casa Branca, em 30 de Julho de 1962,  houve o tal diálogo encontrado por Nascimento, pesquisando dados sobre a “Aliança Para o Progresso”. Ele descobriu a joia num livro - “The Presidential Recordings” - editado por uma universidade americana.

Restauração do prédio da antiga Faculdade une UFRN e IPHAN

A restauração do prédio da antiga Faculdade de Direito (Grupo Escolar Augusto Severo), na Ribeira, vai provocar a união da UFRN ao IPHAN para a soma de esforços e permitir o atendimento a uma velha reivindicação de Natal. O reitor José Daniel Diniz Melo tratou do assunto com o Delegado do IPHAN, Jorge Cláudio Machado, acertando uma ação conjunta com esse objetivo.

O edifício histórico foi lembrado pela última vez por ter sido palco de ato de demagogia praticado em nome de um movimento de “sem teto” que promoveram uma invasão do edifício centenário, em Outubro do ano passado.

Continua a implantação no RN do maior complexo eólico do mundo

Retomada a construção do maior parque eólico do mundo - a Casa dos Ventos - nos municípios de Riachuelo, Bento Fernandes, Ruy Barbosa e Caiçara do Rio do Vento, quando alcançar a potência instalada de 1.3 GW.

Empreendimento liderado pelo empresário cearense Mário Araripe, na primeira fase, está com 550 MW e 120 turbinas, com a programação da entrada em funcionamento de cinco geradores por semana, até completar mais 550 MW no próximo ano, quando será o maior de todos no mundo.

A implantação do parque vai gerar cerca de 350 empregos diretos e indiretos. A quantidade corresponde a mais de 10% do total de pessoal ocupado atualmente nos quatro municípios em 2018.

RN tem mais mil hectares irrigados no Baixo Assu

O Governo do Estado está com mil hectares irrigados no Baixo Assu para transferir a empresas e agricultores. Até o fim de Setembro deve ser lançada a licitação para definir os selecionados. A governadora Fátima inaugurou toda a parte hídrica, começando pela nova estação de bombeamento, passando de 2.7 mil ha para 5.7 mil ha, com 27 km de canais.

O valor mínimo da terra passou para R$ 4.500,00 por hectare. Os selecionados serão responsáveis ainda pelo desmatamento, cerca do terreno e plantio. Ai o hectare passa para um patamar de R$ 35.000,00. Cada hectare irrigado oferece dois empregos diretos, segundo o secretário Guilherme Saldanha.

Cantinas escolares não poderão vender os alimentos gordurosos

Sheike de chocolate e cachorro quente estão com dias contados nas cantinas e refeitórios de escolas públicas e particulares do Rio de Janeiro, cedendo lugar a produtos mais saudáveis, como um bolo produzido por merendeiras e um suco de fruta; isso com a aprovação, na Câmara local, de matéria que disciplina o assunto.

A Câmara Municipal quer levar à votação o projeto que proíbe oferecer aos alunos alimentos ultra processados e bebidas açucaradas, como forma de enfrentar a obesidade na infância e na adolescência.

Trata-se de uma tendência em marcha em países do 1º Mundo que relacionam os alunos obesos com o consumo de alimentos inadequados nas escolas.

Pesquisa para o Governo é caminho para o Senado

Um clássico do folclore político mineiro conta história de um político perguntando o caminho para “Berlândia” (Uberlândia). O indagado entende que ele está querendo ir para “Beraba” (Uberaba).

Usando esse raciocínio, raposas da política local interpretam a decisão do ex-prefeito Carlos Eduardo ao divulgar uma pesquisa onde ele aparece bem para o Governo como forma de se credenciar a ser candidato a Senador na chapa de Fátima Bezerra.

Gigante dos aviamentos  fez sua opção por Caicó

A Lola – soluções têxteis, com matriz em Upucarana (PR), optou por Caicó para instalar a sua filial do Nordeste e atender ao florescente parque têxtil instalado em cidades do interior nordestino.

A Lola é um gigante do mercado de aviamentos para indústria têxteis. Aviamentos são materiais para acabamento de roupas e outras peças feitas de tecidos. Aviamentos são mais de mil itens como botões, zipers, ilhoes, arruelas, cadastro, linhas, etc..

Universidade vai promover uma Olimpíada Financeira

Hoje é o último prazo de inscrição para escolas participarem da Olimpíada Brasileira de Educação Financeira pelas universidades federais do RN e da Paraíba.

Em razão da pandemia o evento será realizado de forma remota entre os dias 22 e26 de novembro, em uma única fase com uma aplicação de prova com questões objetivas.

Cartão eletrônico garante alimentação aos policiais

Os policiais civis vão ter alimentação garantida, no cumprimento de plantão,  com cartão magnético a que tem direito, entregue por empresa especializada, segundo lei estadual sancionada.


Projeto cultural da Rampa confiado a Casa da Ribeira

A Casa da Ribeira foi contratada pelo Governo do Estado para desenvolver o projeto do “Complexo Cultura Rampa”, a partir dos projetos museológico e expográfico, habilitados para receberem os recursos das leis de incentivo cultural.

Kennedy divulga o menu para quatro novos cursos

O Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy divulgou a lista de quatro novos cursos para treinamento e qualificação de professores: 1 – Especialização em Educação ambiental; 2 – Especialização em Matemática; 3 – Especialização em Língua Portuguesa; e 4 – Educação de Jovens e Adultos.

As inscrições serão feitas, exclusivamente via Internet, até 13 de Setembro.


Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.


Nosso Rio Grande do Norte atingiu, essa semana, a marca de produzir seis giga watts de energia eólica, enquanto para seu consumo total só precisa de pouco mais de um giga.
Quando o Brasil se mobiliza para evitar um apagão em razão do baixo índice das represas das hidroelétricas, o RN se situa em direção contrária. Além, dessa produção, já tem contratados mais 6 giga watts e tem consultas para seis empreendimentos offshore, com capacidade de produção de mais seis giga watts, dependo da licença do IBAMA. Em terra o licenciamento é do IDEMA.

Ministro faz do jeito que seu Rei mandar
Na sua última estada em Natal, fugindo do assédio dos repórteres para falar da eleição do próximo ano, o ministro Fábio Faria declarou: “Quem define minha candidatura é o presidente Bolsonaro”.
Uma fonte que circula pelo Palácio do Planalto garante que o presidente Bolsonaro quer Fábio candidato a Deputado Federal. – Em São Paulo.

Fátima tem 400 milhões para moldar a cara do seu Governo
Primeira profissional do ensino a conquistar o Governo do RN, Fátima Bezerra, chegou lá como “mãe” dos IFRNs, programa iniciado no Governo Lula e implantados até o Governo Temer, está com R$ 400 milhões ouvindo a história, para construir e instalar - até o próximo ano  - 12 unidades da versão estadual, no programa Nova Escola. Ela sonha que esta seja a cara desse seu primeiro mandato.
Recursos Federais foram transferidos para os Estados, cumprindo determinação do STF. Com estes recursos Fátima pretende implantar o seu programa estadual cobrindo todo o RN, com força suficiente para apagar a má impressão deixada pelo estado na gestão das escolas estaduais, depois de fechadas 15 meses, por conta da Pandemia, sem terem tido uma manutenção digna de um comando profissional de ensino.

Brasil dobrou a importação de células solares em 2021
A importação de células solares, que formam os painéis para a geração de energia, subiram 84.5% no primeiro semestre de 2021; e totalizaram US$ 1.103 bilhão. Foram trazidos 243.1 milhões de unidades de células solares, praticamente o mesmo de todo ano passado.
Célula fotovoltaica é um dispositivo responsável por converter a energia luminosa em energia elétrica. Um conjunto de células fotovoltaicas encapsuladas forma os chamados módulos fotovoltaicos – também conhecidos como placas solares ou painéis fotovoltaicos.

Criador do Rally dos Sertões participa de sua 29ª edição
O natalense Kleber Tinoco, o criador do Rally dos Sertões (um evento que cresceu tanto que ele teve de vende-lo a um grupo empresarial), vai participar da sua 29ª edição que começa, sexta-feira, em Pipa.
Kleber vive, atualmente, em Lisboa.
O Rally dos Sertões, este ano, conta com 203 veículos e 333 competidores (muitos veículos tem piloto e navegador). Este ano, o maior número de inscrições são UTV (utility task vehicle) veículo utilitário de trabalho um tipo de buggie de tamanho reduzido para duas pessoas. 

Augusto Severo renasce. É lembrado em Macaíba 
Augusto Severo, pioneiro da Aviação, que havia sido “deshomenageado” no seu Estado, o RN, com a retirada do seu nome de um Município (atual Campo Grande), e do encerramento de atividades do aeroporto que tinha seu nome, está renascendo em grande estilo: - em Macaíba, sua terra natal dando nome ao Parque Científico e Tecnológico (PAX).
É um empreendimento de 15 mil metros quadrados de área construída que irá abrigar um complexo tecnológico sustentável, que funcionará no primeiro semestre de 2022, com soluções nas áreas de Saúde, Energias Renováveis e Indústria 4,0.
Inspirado no criador do dirigível PAX, que alçou voo em Paris, em 1902, se propõe a integrar a universidade à indústria, facilitando o acesso aos estudos desenvolvidos pelo Instituto de Neurociências Edmond e Lily Safra, vinculado ao Instituto Santos Dumont, criado pelo neurocientista Miguel Lelélis e integrante da UFRN.

Sem produzir o RN adota mês da laranja em junho
Nosso Rio Grande do Norte, mesmo sem ser produtor, acaba de criar, no seu calendário oficial, o mês Junho-Laranja.
Esgotadas as cores do espectro para nominar os 12 meses do ano cada um com uma cor, foi criado agora, o “Junho Laranja” e o dia 6 de junho como o Dia Estadual de Prevenção e Combate a Queimaduras.
O símbolo da campanha será um laço na cor laranja.

Sterbom duplica fábrica e instala a maior câmara fria
A Sterbom vai duplicar a sua fábrica de sorvete, em Parnamirim, estando recebendo a nova maquinaria, enquanto concluiu a instalação da maior câmara fria de todo o Nordeste, com capacidade para armazenar todo o excedente da safra de frutas para atender a demanda de polpa.

Projeto estuda física a partir do cotidiano de cada pessoa
Já parou para pensar em como a física está presente na pirueta de uma bailarina ou nos giros mais difíceis da patinação artística? 
O projeto de extensão EPA: Ensino de Partículas e Astropartículas, da UFRN, deu início desde o mês de abril a estudar o mundo da física, inclusive questões como essa num projeto que busca incentivar a atividade científica destacando a sua importância para o desenvolvimento das nações na produção de Ciência Básica, especificamente as áreas relacionadas à Física de Partículas e Astropartículas, por meio de sua divulgação.

MI-MI-MI
à Saiu, essa semana, o 52º Decreto da governadora Fátima Bezerra, para combater a Pandemia do Coronavírus.
à Cervejas mais caras são as que crescem vendas no Brasil da Pandemia: Stella Artois, Corona, Beck´s e Heineken aumentam vendas em 35%.
à A governador Fátima anunciou que o Governo do Estado vai patrocinar uma estátua do medalha de ouro Ítalo Ferreira em Baía Formosa.
à Na TV, a semana foi de briga por audiência entre a TV Senado (CPI da Cpvod-16) e A Globo com Olimpíadas, que já acabaram.
à As novelas inéditas voltam à Globo. Amanhã começa “Nos Tempos do Imperador”, às 18 hs.
à Hoje é o Dia do Poeta de Cordel. Dia do Selo. E Dia Nacional do Maracatu – o ritmo e a dança.
à Prazo para entrega dos relatórios preliminares do Plano Diretor de Natal: Dia 26.
à Dificilmente o reality show “No Limite” voltará à Globo. Na final só deu 16 pontos de média de audiência.
à Comemora-se, hoje, o Dia Internacional da Mulher Trabalhadora.
à Bolsonaro e Lula tem preferido o rádio para levarem suas mensagens ao eleitor. Essa semana a 96 foi a opção de Bolsonaro em Natal.
à A 8ª Mostra de Cinema de São Miguel do Gostoso está confirmada para 26 a 30 de Novembro.
à O dirigível alemão Graf Zeppelin iniciou um voo de volta ao mundo, há 92 anos, hoje.
à Ficou instituído, por Lei Estadual, o dia 10 de outubro como o Dia Estadual do Ciclista.
à O Governo do Estado entra com R$ 150.000,00 para a promoção da CDL, “Liquida Natal”.
à Última forma: Faustão deixa o domingo. Seu programa na Band vai ser de segunda à sexta, das 20h30 as 22 hs, no lugar do pastor RR Soares.
à Mercedes Benz decidiu que a partir de 2025 só vai fabricar carro elétrico.
à A Cruz Vermelha completa 152 anos, hoje.
à Preta Gil é a aniversariante do domingo. Completa 47 anos.
à O Instituto Metrópole Digital promove, amanhã, o 5º Workshop sobre Inovação com Tecnologias Educacionais.
à Antônio Roberto e Gustavo Porpino confirmam para 17 de setembro a 7ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos.


Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.


Cassiano Arruda Câmara

Os partidos nacionais do Brasil estão se transformando numa espécie em extinção, que nem o mico leão dourado e as araras azuis.

Esses partidos nacionais apareceram de forma espontânea na redemocratização para a Assembleia Constituinte, e num primeiro ciclo existiram de 1946 a 1966, quando o governo militar, depois de um primeiro teste nas urnas (para Governador), culpou o número excessivo de partidos (13 partidos), e numa canetada, extinguiu todos eles pelo AI-2 impondo o bipartidarismo.

A consequência imediata foi a criação de dois partidos nacionais, sem nomes de partido: a ARENA (Aliança Renovadora Nacional) para juntar a maioria das forças políticas com um truque apara permitir a filiação de inimigos em nível estadual convergindo no plano nacional para apoiar os governos militares.

Para garantir a identidade dos grupos estaduais havia o instituto da sub-legenda, nos Estados mantendo a identidade própria de cada um. No RN, a Arena-Verde de Aluízio Alves e a Arena Vermelha de Dinarte Mariz.  A ARENA, logo que começou a abertura política, mudou de rótulo para se apresentar ao eleitor, livrando-se do desgaste do governo. Virou PDS (com as letras do PSD).

O outro partido, de oposição consentida, MDB (Movimento Democrático Brasileiro), ainda resiste até hoje com o mesmo nome, tendo ganho um P (de partido), até retirá-lo para evocar sua história de resistência à ditadura. Mas, já não pode ser considerado um verdadeiro partido nacional.

PARTIDOS EM LIQUIDAÇÃO 
A atomização dos partidos políticos brasileiros tem origem na PEC (Proposta de Emenda Constitucional) instituindo a “cláusula de barreira”, que impôs a proibição de coligações em eleições para deputados e vereadores, e criou o financiamento público de campanhas.

Com 35 partidos registrados, 21 deles ganharam direito a receber recursos do Fundo Partidário e propaganda gratuita no rádio e na TV; 14 não conseguiram preencher as cláusulas de barreira, a primeira delas exigindo 1.5% dos votos para Deputado Federal, distribuídos por nove Estados.

O número de Deputados Federais continua definindo o acesso ao Fundo Partidário. E os detentores de mandato de Deputado Federal passaram a ser caçados (com  ç) para ingressarem nesses partidos; em muitos casos, com o compromisso deles  ficarem com a parcela do Fundo Partidário correspondente ao seu Estado.

Com uma bancada de oito Deputados Federais (a menor do Congresso), o RN é o exemplo de como os partidos nacionais estão perdendo essa característica. Aqui, cada partido tem um Deputado/Dono no Estado. Mas, com a proibição das coligações, eles que se segregaram vão ter se agrupar de novo, muitos mudando de legenda; e existe um movimento em marcha nesse sentido dentro da ideologia dos nossos representantes, que tem como principal objetivo a renovação do próprio mandato.

MEU PIRÃO PRIMEIRO 
Essa necessidade de priorizar a eleição para a Câmara dos Deputados, não é um fenômeno, apenas, do RN. Partidos que se estruturaram a partir de uma candidatura nacional (o PSL multiplicou sua bancada pegando uma carona na candidatura de Bolsonaro a Presidente) não tem candidato a Presidente. Nem o próprio Bolsonaro, na Presidência da República, conseguiu criar um novo partido (com o mesmo nome da velha ARENA).

A partir da eleição de 2018, o número de candidatos a Governador comprova a inexistência de partidos nacionais. Começando pelos maiores. O MDB que disputou a eleição em 14 Estados, no próximo ano, terá – no máximo – 12. O PT que concorreu com 16 candidatos ao Governo, vai ter metade disso no próximo ano. O PSB disputou a eleição de Governador em 9 Estados, se resumirá a três ou quatro.

Candidatos a Presidente, tem o PT, com Lula. Outro candidato é Bolsonaro, que ainda não tem partido. O PSDB insiste no modelo americano de eleições primárias, com quatro nomes na disputa: João Dória (SP), Eduardo Leite (RS), Tasso Jereissati (CE) e Artur Virgílio (AM). Fora Lula e Bolsonaro nenhum consegue dois dígitos nas pesquisas divulgadas, incluindo Ciro Gomes (PDT), Rodrigo Pacheco (PSD) e os inevitáveis nanicos. 

LÓGICA INVERSA 
A constatação é que foi adotada uma lógica inversa: quem tem candidato a Presidente, como o PT de Lula, quer usar os estados para atrair aliados e ter seu palanque (Bolsonaro continua uma incógnita assim como seu partido).

Diferente do passado, com Getúlio Vargas celebrando a aliança PSD-PTB e a UDN com o brigadeiro Eduardo Gomes, que foram sucedidos com grandes lideranças nacionais: Juscelino Kubistchek no PSD e Jânio Quadros na UDN. Depois da Constituição de 1989 Fernando Collor inventou um partido tão meteórico com ele próprio, desde quando essas legendas se multiplicaram.

E agora? Sem lideranças nacionais (ou mesmo estaduais) um grande problema: - Como fazer o eleitor se interessar por candidatos a Deputado Federal, se este eleitor pouco sabe o que ele faz, e poucos são capazes de lembrar em que votaram já na posse deles?

- Culpa dos partidos. A falta de partidos nacionais é responsabilizada até pela falta de candidatos a Governador do RN. No dia de hoje existe, apenas Fátima Bezerra, do PT (o que existe de mais parecido com um partido nacional), aqui lutando por Lula e pela reeleição da Governadora. Mas, a pesquisa Consult/Tribuna mostre Carlos Eduardo (PDT – em trânsito) com 5 pontos na frente dela num eventual 2º turno e um empate com Styverson Valentim, com todo o desgaste de ter agredido as mulheres numa entrevista.
- Sem partidos é difícil ter candidatos, assim como a plena democracia.











Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.








cassiano Arruda CÂmara

Por pura pirotecnia (e falta de um mínimo de bom senso) a nossa CPI da COVID-19 poderá estar nascendo já desmoralizada. Não se tem notícia de uma Assembleia Legislativa de um Estado CONVOCAR um Governador de outro Estado para prestar depoimento, como foi anunciado com Rui Santos, da Bahia. Esta não foi a  primeira vez que se cogitou esse tipo de absurdo. Factóide tentado na CPI do Senado e vedado pelo Supremo Tribunal Federal.

A CPI do Senado ganhou prestígio – e importância – justamente por começar pela apresentação do tamanho do problema, ganhando o respeito e o interesse da população, enquanto abordava o assunto pelas beiradas. Enquanto no RN se está há mais de um mês nesse lenga-lenga e nada.
O conceito de uma Comissão de Inquérito não se faz com factóides.

Língua cresce mil palavras para o Brasil se comunicar
A Língua Portuguesa foi enriquecida, esta semana, com 1.160 palavras novas, inscritas na 6ª edição do Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras (inclusive estrangeirismos). O Português falado no Brasil passa a ter 382 mil palavras oficialmente reconhecidas.

Entre as novas, palavras estão lockdown, Covid-19, home office e Podcast, entre outras.

Kitesurf vai ter seu “Rally dos Sertões”
Derivativo do Surf, de quem aproveita a prancha turbinada por uma vela (pipa), para deslizar no mar com a força dos ventos. O Kitesurf vem ganhando adeptos em todo o mundo, e encontrou no litoral do RN um dos melhores lugares do mundo para a sua prática.

Agora, o mesmo grupo que realiza o Rally dos Sertões, de automobilismo, vai organizar, em Outubro, um Rally Aquático, pela primeira vez, empenhando a sua marca na promoção, com o patrocínio do Governo do RN (R$ 850.000,00).

O projeto é para uma prova de cinco dias, saindo de São Miguel do Gostoso rumo ao Ceará.

Incêndio mostra tamanho do problema da Ceasa
Um incêndio ocorrido na Ceasa, dia 20, terminou chamando a atenção para o problema daquele Centro de Distribuição, totalmente defasado, especialmente nas áreas de frutas, verduras e legumes.

Construida no começo dos ´70, quando ocupou uma área deserta, hoje a Ceasa fica no centro geográfico de Natal, tendo 500 lojas, de 420 empresas.  Há mais de 30 anos que se discute a sua relocalização.

As redes privadas de supermercados, que atuam em Natal, já tem seus centros de distribuição fora da área urbana e o Secretário da Agricultura, Guilherme Saldanha, estuda o problema global e sabe que o local ideal para instalação de uma nova Ceasa é na BR-101 (entre Parnamirim e São José de Mipibu) ou na BR-304 (entre Parnamirim e Macaiba). Além de estudar a modelagem da nova empresa, se uma PPP ou PPI, com participação da iniciativa privada e do governo.

Lei Ezequiel tirou o off road da clandestinidade
A Lei estadual 131/2021 – chamada de Lei Ezequiel Ferreira – regulamentando a atividade esportiva e de lazer de auto e motociclismo fora de estrada, é a primeira aprovada em todo o Brasil.

Com 400 quilômetros de praia e inúmeros roteiros de trilhas (divulgados em inúmeros folhetos turístico, em serras e no litoral), com um número crescente de praticantes, o esporte regulamentado aumenta a segurança deles.

Paraíba, Pernambuco e Ceará, já se movimentam para apresentação de uma lei tratando do mesmo assunto.

Primeira Casa Riachuelo do NE já funciona no Midway
A primeira loja Casa Riachuelo do Nordeste, já está funcionando no terceiro piso do Midway Mall, em Natal. Sucesso no centro-sul, o que era uma sessão do magazine ganhou personalidade própria e está caminhando como marca independente Riachuelo pelo Brasil.

O grupo Guararapes inaugurou também, no Midway, a loja infantil Carter´s, primeira fora do eixo Rio-São Paulo.

Fátima atende Ítalo para melhorar Baia Formosa
Antes de seguir para o Japão, Ítalo Ferreira, deixou as reivindicações de sua cidade, Baía Formosa. Na sua ausência, antes mesmo da conquista da Medalha de Ouro foi firmado um convênio do Governo com a Prefeitura de lá, para desenvolvimento de atividades que propiciem garantia da preservação da ordem pública, mediante ações de das pessoas, na  preservação da ordem pública por ações do Sistema Estadual de Segurança Pública e comunidade
A governadora Fátima Bezerra pode encontrar o atleta Medalha de Ouro na maior moral. Semana passada ela já tinha firmado uma série de convênios com a Prefeitura de Baía Formosa, atendendo ao apelo do campeão. 

RN define novo efetivo para sua Polícia Militar
O Rio Grande do Norte definiu a reorganização da sua Polícia Militar, a partir do efetivo da corporação, começando pela extinção da diferenciação por sexo para ingresso nos quadros da Instituição e fixa o seu efetivo, formado por 13.466 policiais militares, com nova distribuição pelos postos, graduações e quadros específicos.

Entre outras, algumas modificações: 1 - Os efetivos de alunos das escolas de formação de Oficiais e de Praças terão quantitativos variáveis, de modo a atender às necessidades de preenchimento de vagas dos postos e graduações iniciais dos Quadros de Oficiais e Praças; 2 - Ficam extintos do Quadro Geral de Pessoal da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte; o Quadro de Oficiais Femininos e o Quadro de Oficiais Especialistas; além do Quadro de Praças Policiais Militares Combatentes Feminino- 3 – É criado o quadro de Policiais Músicos.

Forum mostra a dificuldade para investimento no offshore no RN
No 13º Fórum Nacional Eólico, realizado quinta-feira, o principal assunto ficou fora do programa oficial: a necessidade do RN se mobilizar para reduzir o tempo exame de projetos offshore para produção de energia limpa no oceano, que fica na alçada do IBAMA. Em terra é do Idema.

Mais de dois terços do setor eólico nacional está concentrados no NE (RN, Ba, CE, PI E PE). E o RN é campeão também no offshore.





Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.